Concerto Música Clássica Orquestra Sinfónica Remix Ensemble

A Origem do Mundo

Em mais um concerto associado à sua residência na Casa da Música, o pianista Pierre-Laurent Aimard interpreta um concerto para piano e pequeno ensemble de Hugues Dufourt. Sem qualquer interesse em explorar virtuosismos flamejantes do solista, Dufourt preocupa-se sim em fazer do ensemble uma caixa-de-ressonância do piano. O trabalho sobre a física dos sons, o timbre, mais do que qualquer outro parâmetro da música, é o que une os compositores que fundaram o movimento espectralista nos anos 70, revelando música de belíssimas sonoridades. Mas com Serendib, Murail celebra o inesperado, as descobertas por acidente, e assim constrói uma peça que se recusa a manter-se estável. O trabalho tímbrico de Grisey ouve-se nos magníficos jogos entre as sonoridades dos instrumentos acústicos e as dos sintetizadores em Le temps et l’écume. O programa da segunda parte do concerto completa-se com o finlandês Magnus Lindberg e uma obra que nasce a partir da decomposição dos sons tal com propunha o movimento dos três compositores franceses que com ele dividem este programa – ou não fosse Lindberg um dos mais ilustres seguidores do espectralismo fora de França.

 

1ª PARTE

Remix Ensemble Casa Da Música

Peter Rundel direcção musical

Pierre-Laurent Aimard piano

Tristan Murail Serendib (estreia em Portugal)

Hugues Dufourt L’origine du Monde, para piano e ensemble (estreia em Portugal)

2ª PARTE

Orquestra Sinfónica Do Porto Casa Da Música

Stefan Blunier direcção musical

Worten Digitópia electrónica

Gérard Grisey Le temps et l’écume (estreia em Portugal)

Magnus Lindberg Kinetics, para orquestra e electrónica (estreia em Portugal)

 

Classificação etária: Maiores de 6 anos

Mecenas Orquestra Sinfónica Casa da Música

Sonae 


Se tiver um código promocional, por favor coloque-o aqui:

Quando e Onde

Sala Suggia
Bilhetes suficientes
domingo, 26 de abril
18:00

Mais informações

  • Remix · Sinfónica
  • M/6