Show Data
Pulsat Percussion Group
Pulsat Percussion Group
Enlarge
  • M/6
  • Formado em 2012 por quatro jovens talentos da percussão, o Pulsat Percussion Group tem-se destacado na interpretação de um repertório diversificado que vai desde John Cage ou Steve Reich até à música actual de compositores portugueses como Luís Tinoco, Igor Silva, entre muitos outros. Nocturne, do compositor húngaro Mátyás Wettl, parte de uma acção tão simples do quotidiano como a de ligar e desligar a luz, resultando numa peça que explora simultaneamente a componente sonora e a visual. Aclamado pelas suas explorações tímbricas e pelas colaborações multimédia, Christopher Cerrone inspirou-se no poeta norte-americano G. C. Waldrep para escrever um ciclo de canções que procura equilibrar forças tão distintas quanto a voz e a percussão. O programa inclui ainda a estreia mundial de uma obra de Daniel Martinho, jovem compositor português que tem projectado a sua carreira internacionalmente.

     

    André Dias, Eduardo Cardinho, Nuno Simões e Pedro Góis

    Joana Valente mezzo-soprano

    Mátyás Wettl Nocturne, para 16 interruptores e lâmpadas

    Christopher Cerrone Goldbeater’s Skin, para quarteto de percussão e meio-soprano

    Daniel Martinho Nova Obra

    Personal Basket

    Edit